Associação Desportiva Confiança

Site Oficial

Associação Desportiva Confiança

Notícias


Confiança investe para minimizar desgaste físico dentro e fora de campo
Publicação: 24-07-2020
Noticia
Mikael Machado
Mikael Machado
Foto: Divulgação Confiança

A paralisação dos campeonatos causada pela pandemia do novo Coronavírus ocasionou em um calendário apertado no futebol. O Confiança disputará três competições resultando em cerca de 48 jogos no período de seis meses. A sequência de partidas e viagens gera uma preocupação com o desgaste físico e possíveis lesões dos atletas. Pensando nisso, o clube azulino tem trabalhado para minimizar esses efeitos. 

 

O presidente do Confiança, Hyago França, demonstra crença no trabalho realizado pela equipe.“Estamos nos preparando para série de campeonatos. Nosso departamento de nutrição, fisiologia e físico estão todos os dias em sintonia para que a gente dê uma maior condição para os nossos atletas e tente minimizar o desgaste da melhor forma.”

 

O Dragão já começou a maratona de jogos pela Copa do Nordeste. O clube obteve uma classificação inédita para as quartas de final e enfrentará o Santa Cruz no próximo sábado (25), às 18h30, no Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana (BA). Na semana seguinte, o Campeonato Sergipano retorna e o time azulino joga no dia 27 de julho, às 20h15, contra o Sergipe na Arena Batistão. O Confiança ainda disputará a série B do Campeonato Brasileiro, que inicia no dia 07 de agosto. 

 

O gestor garante que não abrirá mão de nenhum campeonato.“Confio em todos do nosso elenco, que estarão bem e a disposição do nosso treinador Matheus para os desafios que virão pela frente.  Uma sequência de jogos sem tempo de descanso hábil, para que a gente possa buscar objetivos nas competições.”

 

Nutrição

 

O retorno dos campeonatos gera uma atenção maior para os cuidados com a alimentação pré e pós-jogo. A nutricionista do Confiança, Rilani Rocha, elaborou para o pré-jogo uma dieta hipercalórica para os atletas com refeições ricas em carboidratos de rápida absorção e proteínas. No pós-jogo, a indicação é de que os jogadores consumam whey protein, creatina, frutas e barras de cereais.

 

De acordo com Rilani, a desidratação e a depleção das reservas de glicogênio são algumas das principais causas de fadiga em atletas de futebol. “Durante uma partida de futebol os atletas podem perder 3 litros de fluidos durante os jogos em climas temperados e até 5 litros em ambientes quentes e úmidos e o gasto energético (considerando um atleta de 70kg) pode chegar a mais de 1000kcal.”

 

A nutricionista conta que muitos jogadores não têm uma ingestão energética e hídrica adequada, o que se pode traduzir numa instalação mais precoce de fadiga e numa ingestão pobre de nutrientes. “Então é muito importante que o atleta mantenha uma ingestão adequada de macronutrientes, micronutrientes e de água para suprir as demandas energéticas e metabólicas tanto dentro como fora de campo, e assim minimizar os riscos de fadiga, desgaste físico e lesão.”

 

Fisiologia

 

Pensando no bem estar dos atletas, o Confiança tem investido em equipamentos e tecnologia para melhorar o desempenho dos jogadores e minimizar os riscos de lesão. O fisiologista do clube, Neto Pereira, ressalta que o investimento que o time vem realizando ao adquirir dois aparelhos para aprimorar a atenção aos atletas é essencial.

 

“O clube acabou de adquirir uma Plataforma de Salto para que a gente possa avaliar o ganho de performance do atleta e a fadiga neuromuscular do mesmo. Também investiu em uma Câmara Termográfica para que a gente possa avaliar os efeitos do treinamento sobre o sistema neuromuscular dos atletas.”, informa.

 

Neto evidencia a importância dos equipamentos para a diminuir os desgastes da rotina de jogos. “Estes dois componentes integrados e todas as outras ferramentas que a gente já usa ao longo do ano vão tentar que a gente faça antecipar eventos lesivos. Óbvio que não vamos acabar com lesões, mas podemos diminuir as chances por meio de tecnologia e informação no clube.”

 

Preparação física

 

O preparador físico do Confiança, Rodolfo Mancha, montou um planejamento de treinos após os jogadores serem avaliados, assim como foi feito na pré-temporada no início do ano. As duas avaliações foram comparadas e o resultado foi satisfatório com o ganho dos atletas em todos critérios. 

 

Como apenas 15 dias para o retorno da Copa do Nordeste, foram realizados trabalhos integrados unindo a parte física, técnica e tática. “O nosso principal objetivo é tentar minimizar criando estratégias dentro de avaliação, controle de treino, controle de carga. Então, esse é o objetivo: treinar dentro do modelo de jogo do técnico Matheus Costa para que os atletas suportem.”, afirma Mancha.

 

Fisioterapia

 

No Confiança, a fisioterapia é realizada de duas formas: prevenção e recuperação. Com o objetivo de recuperar o corpo e prevenir dores e lesões, o recovery é uma estratégia utilizada nos pós-jogos. O metódo é formado por diversas técnicas para acelerar o processo de recuperação. 

 

O fisioterapeuta do clube, Emmanoel Sampaio, explica algumas das práticas utilizadas. “Usamos as botas recovery, as massagens, as luzes de led. Fazemos as manutenções de alguns desconfortos. O que não significa que o atleta está lesionado.”

 

O trabalho é realizado em parceria com os outros departamentos. “No primeiro desconforto a gente tem que pegar todas as métricas da fisiologia que tem os valores diários de como o atleta está. Se o jogador está com um número alto de dor, mas que não está atrapalhando o rendimento, a gente já entra para fisioterapia como prevenção para evitar um lesão e para evitar que aquela dor se agrave.”, finaliza.

Fonte: Assessoria de Imprensa


Resultado dos exames da COVID-19
Publicação: 22-07-2020


Resultado dos exames da COVID-19
Publicação: 18-07-2020

Noticia Noticia Noticia